Café Roubado.FirefoxFlash PlayerBlogger Profile

00:00:00 Downloads * RSS

Autoria

MIGUEL Cardoso

miguelrcardoso@gmail.com

RUA da Tapada nº9, Cabanões, 3500-885 Viseu

96 8505600

Pesquisa

BUSCAS pelo blogue:

radio.blog

PARA incluir temas de projectos musicais portugueses (desde bandas a projectos a solo) nesta playlist, por favor enviar os ficheiros (.mp3 de preferência) ou o url (endereço da Internet) para miguelrcardoso@gmail.com.

O Mês Passado

ANÁLISE

ENTREVISTA

CONTABILIDADE

Placar, Cortiça & Post-It

» BLISTER

:Mega-Tenda na Praça da Figueira (Lisboa)

:Noite de 29 de Dezembro

:Entrada Livre

:Site Oficial

» PHAZER

:In Live Caffé (Moita, Setúbal)

:23h00 de 5 de Janeiro

:Site Oficial

» BORN A LION

:Galeria ZDB (Lisboa)

:24h00 de 13 de Janeiro

:Site Oficial

» MARIA JOÃO e JOSÉ PEIXOTO

:Cine-Teatro Joaquim d'Almeida (Montijo)

:21h30 de 21 de Janeiro

:Site de Fãs

PARA adicionar datas, anúncios, novidades ou classificados, basta escrever para o e-mail do Café Roubado.

Na... Lista de Espera!

1. YSGA

YOU SHOULD GO AHEAD

2. Hustle And Bustle

UMEED

3. The Next Album

SUBMARINE

4. Comunicar

SOULS OF FIRE

5. Way Off, Where The Spirits Are (EP)

PARTY PEOPLE IN A CAN

CINCO dos discos - em escuta - cuja crítica será publicada em breve no Café Roubado (Z-A).

Links

ROTEIRO» Blogosfera»

acisúM; A Trompa; Boemium; Chauffer Navarrus; D:/moni1/; Festim Nu; Jazz Manel!...; MissPopMaria; O Ouvido; OPA; Opuskulo; O Puto - O Tipo - O Totó; Palavras Ditas; r.b.s.; Rock Poets; Santos da Casa; The Tracker; Todos Os Dias Fossem Estes/Outros.

Webzines / Portais»

Bodyspace; Divergências; Música no Coração; Palco Principal; Rascunho.net.

No papel»

Blitz.

ARTISTAS&AUDIÇÕES» Nacionais»

# 2008; 8 Rockin' Shoes. A Alexandre Soares & Jorge Coelho; A Naifa; Arsha; Azia. B Banda de Poi; Bandex; BedNoise; Black Sofa; Blasted Mechanism; Blind Zero; Blister; bLUNDER; BoiteZuleika; Born a Lion; Boss AC; Budhi; Buraka Som Sistema. C Chauffer Navarrus; Chemical Wire; Cindy Kat; Cinemuerte; Clã; Clark; Common Strange Fluid; Conceito: Pele; Cool Hipnoise; Corsage; Coty Cream; Crushing Sun; Cycles. D d3ö; Danae; Dapunksportif; David Fonseca; Da Weasel; Daza Cominatcha; Dead Combo; Dead Singer; DEBUT!; Dezperados; Donna Maria; Duff. E Echidna; Erro!. F Fadomorse; Fat Freddy; Filarmónica Gil; Filme; Fingertips; Fonzie; FullMoonChild. G Gaiteiros de Lisboa; GNR; Green Machine. H Hands On Approach; Homem Mau; Houdini Blues; Humanos; Hyubris. I If Lucy Fell; Insaniae; Insert Coin. J Jesus, The Misunderstood; José Afonso; JP Simões. K Katia Guerreiro; Katsumoto; Kussondulola; Kyoto. L Lemur; Linda Martini; Lobster; Loops; Loto; Luís Costa; Luís Represas. M Madcab; Manel Cruz; Mantra; Mão Morta; Maria João; Maria João e Mário Laginha; Mariza; M.A.U.; Mercado Negro; Mesa; Mind Da Gap; Moonspell; Mosh; Mundo Secreto. N New Connection; Noiserv; Nuno Casais; Nuno Prata. O oliveTREE; Orangotang; Orgasmo; Ornatos Violeta; Os Lacraus; Os Maduros; Os Pontos Negros; OVO. P PapaFormigas; Paulo de Carvalho; Phazer; Plageo; Pluto; Post Hit; Primitive Reason; Profusions. Q. R Reckless; Rendimento Mínimo; Retroverse; Revistados; Rock Group Tiger; Rocknology; Rui Maia; Rui Vargas. S Santos & Pecadores; Sativa; Sérgio Godinho; SiNai; Sizo; Smartini; Souls Of Fire; Spartak!; Spincity; Sr. Acaso; sUBMARINe; Sugar; SuperNada; Susana Félix. T Tape Loading Error; Tara Perdida; The Gift; The Hypers; The Legendary Tiger Man; The Mad Dogs; The Poppers; The Temple; The Unplayable Sofa Guitar; The Vicious Five; The Wage; The Weatherman; The Youths; THiBB; This Is Mafia; Toranja; Três Tristes Tigres; Twentyinchburial. U UMEED. V Veados Com Fome; Vespa; Voodoo Economics. W W.A.K.O.; WinterMoon; Wraygunn. X Xutos & Pontapés; X-Wife. Y You Should Go Ahead. Z Zentex; Zieben; Zukie Boo.

ANTENA» A Rádio»

Antena 1; Antena 3; RadioAO; Rádio Tágide; RFM; RUC; TSF.

Programas»

OPA.

Pessoas»

Cláudia Matos Silva.

A TV»

MTV.

EDIÇÃO / DISTRIBUIÇÃO» Mercado»

Bor Land; Edisco; EMI Music Portugal; Farol Música; Loop : Recordings; mono"cromatica; Naked; NorteSul; Rastilho Records; Som Livre; Sony/BMG; Universal Music Portugal; Valentim de Carvalho; Zona Música.

Netlabels»

Merzbau; Mimi Records; You Are Not Stealing Records.

COMPRAS» Online» Discos»

Fnac; Som Livre Mega Store; ZEBRA musicstore.com.

ORGANIZAÇÕES ARTÍSTICAS / AGENCIAMENTO»

Audiência Zero; Cantigas da Rua; FlorCaveira; Hum!; Loud Like Devil Prod.; Produções Makapé; Visceral.

EVENTOS MUSICAIS»

Eixo Norte-Galiza, Audiência Zero; Concurso de Música Moderna de Palmela / Março a Partir; Festa do Avante!; Festival de Música Moderna de Corroios Festival de Vilar de Mouros; Festival Heineken Paredes de Coura; Festival Sudoeste TMN; Noites Ritual; Rock a Lot; Rock in Rio Lisboa; ROCKnaPraia; SuperBock SuperRock.

PALCOS»

Clube Mercado; Fábrica de Som; Galeria ZDB; In Live Caffé; Lugar Comum; Passos Manuel; Porto-Rio; Uptown.

A actualizar segundo conteúdo dos artigos do blogue.

Arquivos

Julho 2006   Agosto 2006   Setembro 2006   Outubro 2006   Dezembro 2006   Janeiro 2007   Fevereiro 2007   Outubro 2007  

entradas (desde 1/8/2006)

Powered by BloggerEstou no Blog.com.pt!

MRC Produções

segunda-feira, julho 17, 2006

Ao Vivo: Fingertips @ Adro da Sé de Viseu


Fingertips Ao Vivo @ Adro da Sé de Viseu 14.7.2006



Na sexta passada, cá pela minha terra (Viseu, linda cidade museu), fiz questão de assistir ao concerto que iria iniciar a minha curta (enfim, quem sabe!?) rota pelos concertos de Verão. Não sei muito bem se se chamam aos espectáculos que se dão por estas alturas em lugares históricos "Festas da Cidade", o que é certo é que fiquei a saber que ainda há pouco, com o mesmo palco, actuou a Mariza...
E que palco! O centro histórico de Viseu, por mais que me queixe, é belo, é um património físico e sentimental bastante grande e notório para todos os viseenses e a noite por essa Sé, arredores, esplanadas e cafés é óptima. Se bem que havia uma espécie de cerca; a entrada era livre e o acesso à banda privilegiado. Chegadas horas de nos juntarmos ao recinto, a noite acaba de cair, são dez da noite e a luz (média luz) é o ponto alto do cenário de abertura. A banda sonora, a entreter as entradas estava a cargo de um disco dos Depeche Mode - a fazer dançar -, ainda que pouco virado estive para tal coisa, já que fui dar uma voltinha e aproveitar para comprar alguma bebida. A máquina fotográfica no bolso causava algum incómodo, e os Fingertips, para além da pouca apreciação erudita pelo país por motivos de comercialidade, nem sempre são bem vistos por parte dos habitantes destas terras por serem de cá; sei lá, inveja!? Ou por não gostarem dos modos do Zé Manel 'Bixa' (de Bicho).
Na minha opinião, sinto alguma pena por existir ligado à banda uma espécie de controlo de vendas e falta de originalidade, pela composição instrumental dos temas estar a cargo de compositores independentes. O novo álbum, "Catharsis", para além disso, soube surpreender que baste; com uma sonoridade impressionantemente profissional para segundo disco. Esquecendo preconceitos ou não, continuo a minha história.
Se há uma palavra para o que vi e ouvi? Bonito. Bonito concerto. E hei-de repetir mais vezes o adjectivo, aviso eu; pelo que espero que não se sintam enganados por fracos factores de qualidade textual aqui no Café. Simplesmente tem de ser. Um concerto duma banda como os Fingertips, e levo o contexto à sua música, não nos é nada de único ou novo. Músicas destas encontram-se de norte a sul. Mas é sempre bom, tendo ou não defeitos!
Há um ano, em andanças como
mascote do Festival Ibérico de Rock (IberRock), a banda viseense prestou um memorável serviço no Campo Viriato. A minha curiosidade sobrou até para tal comparação. "Há um ano foi assim. Este ano?"
Este ano existem mais fundos monetários. Dúvidas, poucas. Dinheirinho a correr. No ano passado lançados que chegue já estavam, mas um "Catharsis", músicas de amor q.b. e um engraçado single a passar em todo o lado são sempre bem vindos. A imagem que representa o próprio vocalista Zé despercebida não passa.
Naquele dia, de camisa branca,
jeans, e All Star (cano alto como eu, ups.), voz afinada com meia dúzia de belas entoações mais femininas e até alguns teclados de abertura - será que foi mesmo ele? - (faltou algum músico penso eu de que), triunfou. Mesmo na minha crítica opinião. Nada de novo, eu sei e já disse. Mas com um início não tão bom marcado pelo single "How Do You Know Me?", mais tarde preenchido por outros temas do primeiro álbum como "Mellancholic Ballad" ou "Picture Of My Own"- com um mínimo acompanhamento técnico num som ou dois para não cair e surpreender; a seguir numa força empolgante mesmo em balada recente, chegando as novas canções bem tocadas e interpretadas tendo como repertório "Outsider nº12", "You're Gone (Everybody Knows That), "'Cause To Love You", "But... I Can", "Move Faster" (a tal de início meio pimba, confima-se esse achado por outros ouvintes que por lá andavam) ou "Stop To See", "Before And After Us" (não por ordem) e sem faltar a habitual versão de "Tainted Love" dos Soft Cell (como há um ano), conseguiram a noite viseense. O recinto encheu. As luzes eram magníficas (o melhor), mais fortes ora mais fracas, de todos os tons e ilustradas ainda pelas 'televisões' que a banda adquiriu; as sombras que se formavam nos edifícios antigos em volta eram excelentes e esse conjunto completa o "bonito" do espectáculo. Sim, porque tocar à frente duma igreja-monumento como a da Misericórdia na praça da Sé, empunhando tanta tecnologia (pena que nem todos os grupos tenham fundo para tanto) é de admirar. Admito. Deu p'ra pensar.
Na voz da plateia, houve muito pessoal a cantar. Um senhor, de copo ou não, esforçando-se por entrar no espírito juvenil e dançar, perguntou "Quem são?". Se lhe responderam ou não; epá nem sei. Só a gritar se ouviam as pessoas. Mas talvez nem inglês entendesse. O Zé Manel, pleno de flexibilidade, pegava no micro e descia, subia as escadas e estava a um passo do público sem nada que os separasse. Agradeceu por estar na sua terra-mãe: «É tão bom». E a assistência gostou. Especialmente quando terminou em espécie de encore, numa repetição de "'Cause To Love You".
Talvez curto? Bonito. Não, não vi a namorada.



Um bonito espectáculo, estética e emocionalmente. E pronto, musicalmente também. Mesmo não sendo algo de tão novo assim.




»Análise: "Catharsis" - Fingertips

http://www.myspace.com/fingertipsworld

Pop Rock
http://www.thefingertips.com/

Downloads

Downloads Café Roubado disponíveis:

#1 Videoclipe "Old Friends" - Blister (blister_oldfriends_caferoubado.zip 10,4 MB) [Tráfego Nacional]

»Vídeo em formato .mov, a 512 kbits de velocidade de reprodução. 29/6/2006

A tua música para download no Café Roubado depende de um e-mail. Porque não?

Qualquer citação, desde que identificada, é permitida, claro!